O perigo do açúcar

Screen-Shot-2012-10-10-at-11.23.50-PM

Na edição da Revista Viva Mais Saúde Viva Melhor, o Drº António Soares Neto falou sobre o açúcar e os mal que este pode fazer à nossa saúde. Deixamos-lhe alguns excertos dessa entrevista:

“O açúcar branco é, de longe, o pior açúcar que podemos ingerir. Não só provoca um maior estrago no organismo, desregulando os níveis de açúcar no sangue, como causa muitas doenças cardiovasculares. Para muitos especialistas é mesmo um veneno”.

“Atualmente, não só nos habituamos a consumir tudo com açúcar, como ele está em todo o lado! A sério! Mesmo em alimentos processados que nunca imaginaria e em quantidades absurdas, porque o açúcar ajuda a ativar sabores”.

“Uma criança que tenha crescido com uma alimentação rica em alimentos açucarados continuará, provavelmente, a ingerir estes alimentos na idade adulta. O problema começa no facto de ocorrer uma habituação do palato e do organismo a sobrecargas de açúcar. E isso não é algo que desapareça. Antes pelo contrário, ficará para toda a vida.”

“As consequências do consumo exagerado de açúcar são várias, nomeadamente: problemas ao nível da cavidade bocal – cáries; aumento da produção de glicose e quantidade de insulina; ao nível do cérebro cria habituação; inflamação nas artérias e aumento do risco de AVC; promove o envelhecimento precoce e o aparecimento de rugas; obesidade; diabetes”.

  • Consuma alimentos com açúcar refinado apenas em dias de festa, tal como faziam os nossos avós;
  • Faça sobremesas à base de frutas ou com açúcar mascavado;
  • Aos poucos, habitue o seu palato a ter menos interesse pelo açúcar. Vá reduzindo o açúcar no café e estenda essa técnica a outros alimentos.
  • A OMS (Organização Mundial de Saúde) recomenda que todos reduzíssemos o consumo diário de açúcar para apenas 5% de total de calorias ingeridas ao longo do dia. Isto corresponde a cerca de 25 gramas de açúcar, ou seja, qualquer coisa como 6 colheres de chá de açúcar.
2015-10-06T10:46:34+00:00