Mude a mente, perca peso!

Partilha

O bom tempo parece que está a chegar… Com ele, chegam também outros pensamentos e memórias, nomeadamente, os calções, saias, biquínis e as idas à praia, onde os olhares parece que estão todos postos em nós…

Não temos que continuar com este pensamento e com estas memórias e, por isso mesmo, esta é a altura do ano em que muitas pessoas começam já a pensar em dietas e mais dietas…

Creio que a alimentação saudável é a base de uma vida saudável, em todos os aspetos. Não só para nos mantermos magros, mas por uma série de motivos, nomeadamente a saúde.

Portanto, alimentação saudável como base de uma vida saudável… E o exercício físico? Creio que sim; também é um dos alicerces da saúde e do ser saudável.

Portanto, estes dois aspetos deveriam ser um hábito ou uma rotina na sua vida. Não por que quer ser magra, mas sim porque fazem bem à sua saúde, proporcionando-lhe qualidade de vida e, pressupomos, longevidade.

 
Ora, mas se quer emagrecer, estes são sempre os dois únicos aspetos em que pensa: fazer dieta e exercício físico. Não discordo. Mas… E a mente? A mudança de hábitos e pensamentos? Ou acha que se não mudar a sua mente, conseguirá aguentar até ao fim da sua vida, com dietas e mais dietas (e ainda exercício físico, que detesta)…

Os hábitos mudam-se, é um facto; mas para isso e para que tudo seja mais fácil, a mente também terá de acompanhar essa mudança e os pensamentos disfuncionais terão de mudar.

Deixo-lhes algumas dicas, associadas à mudança da mente:

1) Por que quer emagrecer?
Só será alcançável, quando decidir para si próprio que é mesmo isso que quer. E só você terá a força para concretizar este objetivo, mesmo tendo a ajuda de profissionais. Pense nas vantagens que terá se emagrecer e pense se elas não serão tão importantes a ponto de lhe darem força para todo este processo.

2) Supere o desejo da comida
Quais são os benefícios que a comida tem para a sua saúde?
Conheça os alimentos e o que eles fazem com o nosso corpo. Assuma um compromisso e foque-se nos seus objetivos. Quanto mais importante for o emagrecimento para si, mais fácil será a superação do desejo pela comida.

3) Resolva os seus problemas
Muitas pessoas comem para compensar emoções – ingestão emocional.
Utilizar a comida para momentos menos bons, não irá resolver os problemas. A única forma de o fazer é agindo, fazendo alguma coisa por si e pela sua vida.

4) “Dieta” flexível
Se fizer uma dieta muito restrita, daqui a uns tempos tudo voltará a ser como antes. Tenha uma dieta mais flexível, com coisas que aprecie comer e que sejam minimamente saudáveis, para não ter tendências de desistir ou cometer muitos erros.

5)  Nunca se esqueça do passado
Pode ser difícil, pode querer desistir, mas nesses momentos olhe para trás e lembre-se do seu passado. Lembre-se de todas as consequências que tinha de gerir devido à obesidade, de todos os olhares e incómodos e de todas as dores. É isso que quer para a sua vida? Ainda não conhece a meta, eu sei, mas acredite que é bem melhor do que o passado.

6) Elogie-se
Todos os dias vai ter algum motivo para se elogiar, nem que seja o simples facto de ter conseguido fazer uma caminhada ou comer todas as refeições dentro do tempo. O elogio é importantíssimo, sobretudo nestes processos, para acreditar em si e saber que consegue, que tem força, garra e determinação para isto e muito mais.

Boa sorte! Tenho a certeza que vai conseguir!

2017-03-13T14:23:51+00:00