Natal, Réveillon, com a pandemia um pouco mais controlada…, jantares de empresa, as comemorações com os amigos, enfim… demasiados compromissos para o nosso organismo. Este fica castigado pelos excessos e começa por dar os primeiros sinais.

O efeito das toxinas no nosso organismo manifesta-se de várias formas. Sintomas como o inchaço, fadiga, enfartamento, digestão lenta, alguma azia, desconforto abdominal, alterações a nível de sistema nervoso devem-se à sua presença no nosso sistema. É o momento de dar um “descanso” ao organismo.

A primeira etapa para promover um equilíbrio interno é acertar o “relógio, enlouquecido” com o descompasso da vida que saiu da rotina durante a quadra festiva.

Se apenas duvidava, pode ter a certeza – está provado que as alterações drásticas de horários e de alimentos desencadeiam mudanças nas funções fisiológicas, que provocam algum mau estar generalizado.

A privação do sono, tão comum nas épocas festivas, desequilibra o organismo e o sistema nervoso passa a funcionar de modo ineficaz, gerando alterações de humor, irritabilidade, muitas vezes até à depressão (a “ressaca” física vem acompanhada de uma “ressaca” mental).

Não se trata apenas de perder uns quilinhos que se ganhou, mas sobretudo libertar as toxinas acumuladas, ou seja, desintoxicar e devolver ao organismo o bem-estar físico e o equilíbrio perdidos durante este período.

O primeiro passo é voltar à rotina alimentar e retomar os horários habituais das refeições.

Assim deve organizar-se de forma a começar bem o seu dia:

• Fazer uma lista de compras semanal do que realmente necessita.

• Fazer as refeições em horários regulares, de acordo com a sua tolerância.

• Iniciar as refeições com uma fonte de fibra, promovendo maior saciedade e uma maior eliminação dos excessos. Uma Sopa de legumes por exemplo ou uma Salada de folhas verdes, a acompanhar o prato principal, é uma ótima opção.

• Beber um mínimo de 1,5L de água ou chás ao longo do dia, no intervalo das refeições de forma a manter uma boa hidratação e promover as funções de eliminação do organismo.

• Evitar todo o tipo de alimentos processados (comida ultracongelada pré-embalada, pré-cozinhados, pizzas, fast-food), farinhas brancas ( pão branco, cereais açucarados)

• Evitar todas as confeções fritas, com molho, alimentos muito refogados, molhos conservados (maionese, ketchup, etc.), margarinas.  Preferir confeções que utilizem o mínimo de gordura (cozidos, grelhado, a vapor, no forno).

• Evitar alimentos ricos em açúcar (bolos, bolachas, gomas, chocolates, biscoitos, sobremesas, etc.).

• Ler muito bem os rótulos dos alimentos (lácteos, cereais, por ex.) – a lista de ingredientes está organizada de forma decrescente, sendo os primeiros três ingredientes aqueles que o produto tem em maior quantidade. Ter atenção ao teor de açúcares (deve ser sempre inferior a 5g por 100g de produto), ao teor de gorduras saturadas (inferior a 2,5g por 100g de produto) e ao teor de sal (inferior a 0,5g por 100g de produto).

Para reequilibrar o nosso organismo devemos iniciar uma alimentação depurativa, isto é, purificante, desintoxicante. Numa alimentação depurativa é aconselhado o consumo de legumes de folha verde e algumas frutas, pois são os melhores aliados para promover a eliminação de toxinas. Deve ser evitado o consumo de lácteos gordos/ meio gordos, carnes vermelhas (vaca, porco, borrego, cabrito, etc.), alimentos processados, bebidas alcoólicas, refrigerantes, café em excesso.

Alimentos que “Limpam”

Legumes depurativos – Agrião, Alho, Alho francês, Abóbora, Beringela, Cebola, Espinafre, Espargos, Couves, Funcho, Pepino, Rúcula, Salsa

Frutas depurativas – Maçã, Citrinos (laranja, limão, toranja, tangerina), Morangos, Frutos vermelhos, Kiwi, Papaia, Ameixa, Melancia

Chás detox – Alcachofra, Boldo, Funcho, Cavalinha, Hibisco, Verde sem cafeína, Erva-doce, Hortelã, Gengibre

Benefícios de uma Alimentação Depurativa:

• Ação diurética

• Ação anti celulite

• Ação antioxidante

• Ação lipolítica

• Redução de colesterol e triglicéridos

• Ação circulatória

• Redução de gordura abdominal

• Melhoria da sensibilidade à insulina

Faça um “Reset” para começar 2022 com o pé direito!

Nutricionista Carla Castrelo